0

Topicos internados...

Posted by Serjão Weber on 17:25
- hoje descobri que estava tomando Prozac. ja tinha perguntado pra todo mundo o que era o meu primerio remedio da manha, hoje perguntei para o medico e ele contou. E ai disse que ia cortar, achou sem nexo eu tomar um andidepressivo... que sem graca ele...
- ah sim, topicos internados e sem acento. nao me entendi direito com o teclado do note ainda.
- as enfermeiras eh claro que nao sao do tipo das series de teve, ER,  Mercy e cia, entao ta dificil formar o meu top ten nestes quase 4 meses de pesquisa. Mas nestes novos 3 dias que estou internado achei a nova primeira colocada, entao,  1 - PA, 2- 7o andar noite, 10- 7o andar tarde. Devagar...
- claro, para passar o tempo to apelando para baixar tudo que eh serie. agora resolvi ver supernatural que achei mais ou menos, mas pelo menos vai ajudar a passar o tempo. Nem dormir eh facil aqui.
 fui...

0

A vida em tópicos, retorno...

Posted by Serjão Weber on 03:24
- Desde 24/06 as coisas estão bagunçadas na minha vida, hoje volto ao trabalho finalmente e espero que seja uma coisa de muitas que voltam ao normal. Gostaria de voltar a escrever o que penso, acho que sinto muita falta disto...
- Este tempo todo acabou me colocando a assistir tudo o que é série que apareceu, não que eu já não assistisse muita coisa. Mas a minha maior esperança de uma boa série é Flash Forward. Foram dois episódios intrigantes, vamos ver se mantém o nível. Interessante o mosaico da série, para usar a imaginação, o que você estava fazendo quando viu o seu futuro dentro de 6 meses? http://abc.go.com/shows/flash-forward/mosaiccollective Hoje, 06/10 é o dia que acontece o Global Blackout na série.
- Copa do Mundo e Olimpíada no Brasil. A princípio eu sou contra, acho errado. O que mais está se falando na imprensa e criticando é que os cofres públicos vão ser usados para custear estes eventos e principalmente o provável super faturamento. Bem, isto é algo que deve-se fiscalizar e tentar evitar. Mas para mim a questão não é esta, é anterior, mesmo que não se gastasse mais do que o necessário e tudo mais, não acho que estejamos com um país tão acertado assim para gastar com estes eventos, temos coisas mais importantes onde aplicar dinheiro. O Brasil está crescendo, sei que o governo Lula está fazendo bem para o país, apesar dos pesares, mas ainda acho que deveria-se gastar com coisas mais importantes.
- Por fim, este sempre acaba sendo um motivo para escrever. Hoje seria aniversário do meu pai, 66 anos. Mas já fazem 20 que ele deixou estes pagos. Muita saudade, mas muito orgulho de ter sido filho de alguém tão especial e ter alguém para me espelhar. Espero sempre estar acertando.

fui...

Lobo da Estepe

0

- Tópicos sobre o que não acredito

Posted by Serjão Weber on 01:09
- Se eu acreditasse em deus, neste momento eu estaria aproveitando o tempo livre para rezar e pedir perdão.
- E todos os meus momentos livres seriam para isto, não veria mais esperança em qualquer salvação para a humanidade, estaria resignado e esperando pelo pior, ou pelo melhor, depende da visão.
- Ou alguém que leu ou conhece a história relatada na bíblia, sobre um deus que pune aqueles que vão de encontro a suas leis?
- Este mundo de tantas matanças, tanta mortes sem sentido, tanto mal causado por vezes pelo simples prazer de causar o mal, teria chance de continuar existindo?
-Um dilúvio estaria sendo programado para o mais breve possível. Provavelmente o Neo Noé estaria concluindo a construção de sua arca e talvez a raça humana não tivesse mais direito de estar dentro dela.
- Ou seria o apocalipse desta vez? Fogo e lavas, pragas, qualquer coisa parece ser merecida por um povo tão mau em sua cerne.
- Se eu me acho inocente? Não, nem eu, eu não faço o bastante para mudaras coisas, mesmo que pareça impossível que eu pudesse mudar algo, acho que todos que vêem a necessidade de mudar o mundo deveriam estar trabalhando nisto...

fui...

1

- pré conceito em tópicos...

Posted by Serjão Weber on 01:01
- Andamos na discussão sobre assumir algumas coisas frente àqueles que nos cercam, principalmente no trabalho. O chamado sair do armário...
-Acho que existe a minha opinião de como as coisas devem ser, não devemos esconder aquilo que pensamos, aquilo que gostamos, nossos credos e nossas.
-E hoje existe uma questão para as pessoas, ser preconceituoso não é bem visto pela sociedade. Então, vivesse uma época em que muitos tentam disfarçar seus preconceitos e tentam agir sem preconceito.
-Mas o negócio para por aí. Sempre tem aquele pensamento, aquela ação que acabam depondo contra estas pessoas. É muito complicado porém uma pessoa que foi criada e cresceu num ambiente preconceituoso mudar isto dentro de si mesma.
-Enfim, por mais que eu ache certo e por mais que eu acabe incentivando que as pessoas revelem quem elas realmente são, eu não acredito que isto seja uma opção muito segura. Acho que a pessoa tem que fazer isto sabendo que não vão mais viver como antes, não vão ser vistas pelas pessoas como antes, vão sofrer com o preconceito velado, escondido, bem mais complicado de se lidar.

fui...

0

Treck tópicos...

Posted by Serjão Weber on 03:44
- Não tinha expectativas quanto a Star Treck, estava tão alienado quanto a este filme que só sabia que o Sylar ia ser o Spock. Quando chegou no cinema eu achava que ainda estava em produção.
- Também acabei me lembrando, já que o filme tratava do primeiro encontro de Kirk e Spock que eu me divertia muito com a relação dos dois quando assistia a série, lá na minha distante infância.
- Assim, sem ter por quê ser chato com qualquer coisa, achei o filme muito legal, me diverti muito, tive meus momentos de vibração, meus momentos que "puxa, que legal!!!" e saí satisfeito do cinema.
- O que mais achei interessante é que a maioria dos personagens ficou perfeita, você olha para Uhura, Scott, Spock e lembra dos personagens que estavam na velha serie e nos primeiros filmes. Mais do que fisicamente, no jeito de ser, nas reações, nos trejeitos de cada um.
- Pra não ficar dizendo que tudo foi ótimo, acho que exagerou-se um pouco no cômico. Alguns momentos de trapalhadas que não fecharam com o filme, exagerados.
- Vou concordar com o Glaucio em alguma coisa, o vilão e sua motivação também deixaram a desejar. Mas sério, não atrapalhou a boa diversão que o filme proporcionou.

fui...

0

mais tópicos

Posted by Serjão Weber on 14:22
- Expectativas: quando vejo um filme principalmente, muitas vezes o faço por algum bom comentário de alguém. Prefiro isto até. Mas as vezes muitas opiniões, muitas muito boas quebram o filme. Porque se na minha visão não estiver a altura da expectativa gerada, dançou, não vou gostar do filme. Um que está eternamente na minha lembrança é O Senhor da Guerra com o Nicholas Cage, todo mundo falou que é bom, muitos comentários sobre ser um bom filme do ator. Não gostei, vi de novo para ver se tinha sido um mau dia, não gostei.
- Aí neste fim de semana assisti Marley e eu. Chato, muito chato, não gostei mesmo. E foram muitos os comentários falando que o filme era legal, emotivo, emocional. Já sentei com um lençol para secar as lágrimas. Mas nada, dormi, cansei, achei um saco. Coisas da vida.

0

Vida em tópicos...

Posted by Serjão Weber on 01:43
- Ontem foi o batizado de minha linda afilhada Isabelle. Fico orgulhoso de ser padrinho da filha de amigos tão amados quanto a Lisa e o Tamb, muito obrigado.
- Assisti uma missa completa após 28 anos. Interessante, aprendi que é muito importante eu ser solidário e, ser solidário é dar dinheiro para a Igreja. O auge disto foi quando minha comadre entrou na fila da óstia e fomos informados que para comungar era necessário primeiro deixar um dinheirinho para a Igreja e receber um cartão.
- Mudando um pouco, mas bem pouco. Andamos numa discussão sobre "sair do armário", neste caso, sair quanto a ser um ateu. No sábado eu estava em uma festa com muitos amigos de diversas épocas da minha vida em Joinville. Todos brincaram e pegaram no meu pé quanto a este negócio de ir a missa e ser padrinho da Bellinha. Meus amigos em geral sabem de minha visão quanto a existência de um ser superior e que sou totalmente contra igrejas, religiões e tudo mais. Mas não sou chegado a aculturar pessoas quanto a isto e não acho que realmente seja algo que todos estão preparados para saber. Enfim, pessoas próximas tudo bem, mas não uma bandeira que eu vá levantar. por aí...

0

Jack Bauer, Bush e eu...

Posted by Serjão Weber on 07:14
O Bush andou dizendo que é favorável a tortura de prisioneiros em determinadas situações. Enfim, que os fins justificam os meios. Como muitos, a princípio, não gostei nem um pouco da declaração daquele indivíduo ignóbil. Aí, na semana passada iniciou a nova temporada da série 24 horas e, desta vez, Jack Bauer está sem a sua antiga UCT, fechada por adotar técnicas além do limite com seus inimigos capturados. Desta vez ajudando o FBI, Jack foi criticado por sua falta de limite para conseguir informações, confissões que necessita.
Enfim, descobri que concordo com o Bush em alguma coisa. Mas a questão sempre vai ser um pouco mais profunda. Acho que em muitas decisões, definições que são tomadas no mundo sempre incorremos numa coisa. Quanto se pode confiar naqueles a quem estamos dando certas liberdades? Entendo que, parando para pensar, a maioria entenderia como um meio para um determinado fim, digamos aceitável. Se você tem um terrorista na mão, treinado para não revelar segredos e com uma informação que pode evitar a morte de mil, cem, dez pessoas e você chega num ponto que vai ser necessário apelar para a violência, você não entenderia isto?
Mas todo mundo vai sempre lembrar que tornar isto algo dentro da lei vai fazer com que muitas vezes se abuse desta liberdade, se use a lei para algo que não precisava ir tão longe.
Muitas vezes eu ouvi aquele negócio do "não vai dar certo, não vai ser respeitado" como uma justificativa para não se fazer algo. Lembro lá da comunidade virtual onde eu brinco de cidadão livre. Em Icária, onde vivo virtualmente, somos anarquistas. Uma vez sugeri que precisavamos uma única lei em qualquer lugar, "a liberdade de cada um termina onde começa a do próximo". Não ouvi ninguém discordar disto. Mas foi unanime que não daria certo, pois seria desrespeitada a lei.
Infelizmente é verdade. Mas, digo, como está em meu orkut, esta é a minha lei básica que tento seguir até que sou barrado pelas leis dos homens.

fui...

0

Ensaio sobre a morte I

Posted by Serjão Weber on 01:16
Qualquer um que seja um pouco próximo de mim, sabe que, na teoria, estou vivendo os últimos meses da minha vida. É na teoria, se me perguntar hoje, vou dizer que não vai acontecer, eu vejo futuro pela frente, mas, como o personagem de onde tirei o meu nick name e que tanto tem a ver com o que penso, isto pode mudar a qualquer momento. A base de tudo é que tem que valer a pena continuar vivendo, simples assim.
Mas não é sobre isto que tenho pensado e que resolvii escrever, é sobre indignação, sobre não conseguir entender qual mente insana que consegue imaginar que matar pessoas resolve alguma coisa. É indignação com o que está acontecendo na Faixa de Gaza, com o que acontece em tantos lugares no mundo, em tantas guerras que são feitas para resolver as coisas e que matam tantos inocentes, aliás, quem morre e não é inocente? Aqueles que fazem as guerras ficam sentados atrás de suas mesas recebendo a contagem de corpos e cifras gastas com suas guerras.
Aí leio que só nesta guerra entre israelenses e palestinos são gastos 9 milhões de dólares por dia. Quantas vidas poderiam ser salvas com este dinheiro? Quanta gente que passa fome poderia ser alimentada com um dinheiro gasto para destruir outras vidas?
Claro, o melhor seria não haverem discóridas, mas na impossibilidade disto. Como poderíamos resolver as discórdias entre os povos, as ideologias, as religiões. Gostaria da idéia de colocar os dois líderes a lutarem entre si, mas ainda assim estaríamos apelando para a violência e estaríamos igualando forças que talvez fossem desiguais em tamanhos de exercito e quantidade de armas. Bem, poderíamos resolver como o jogo War, mais dados para quem é mais forte, hehe.



1

Triste

Posted by Serjão Weber on 16:10
Acho que o meu sentimento maior é o emocionado. Caramba(evitei o palavrão), um gesto de um amigo, um momento legal em um filme, em uma série, uma vitória, um carinho e já dá aquela molhadinha nos olhos e aquela trancada na garganta.
E eu fico indignado, brabo, decepcionado, esperançoso, feliz e tudo o que é possível neste nosso mundão.
Talvez eu não grave muito em minha mente os momentos em que fiquei triste, isto é bom. Com certeza um que tenho certeza é quando perdi o meu querido pai e amigo Sergião. E devem ter havido outros momentos, o coração deve ter pregado suas peças.
No mundo do esporte, com certeza o sempre lembrado "desastre do Sarriá" em 82, neste dia eu lembro de lágrimas nos olhos. E foi isto que aconteceu neste fim de semana. Imagino que as pessoas não entendam o quanto eu levo a sério e me dedico ao Techkilla. Gosto muito de ser técnico das meninas, gosto muito delas. Não me lembro de momentos recentes que eu tenha ficado triste do jeito que fiquei.
Foram 3 semanas de treino, foi muita dedicação das meninas e muita vontade de ganhar aquele jogo. Eu tinha certeza que elas tinhas feito tudo o que era preciso para chegar lá e ganharem. E no jogo elas jogaram muito e fizeram por merecer ganhar. Mas tinha um time forte do outro lado, tinha um time que jogou tão bem quanto nós e acabou vencendo. Normal e é o que eu pensava quando saí de quadra. Quando vim para casa.
Mas aí chegou um momento em casa, de madrugada, acordei e me sentia triste. Dor no peito, gosto estranho na boca. Elas não mereciam aquilo.
Estranho? Bobo? Acho que não. Só algo que me emociona também. Espero que aqueles que se preocuparam e pensaram em mim por minha tristeza entendam. Não era um motivo bobo, era algo importante. E melhorou, tá melhorando... Coisas de quem não sabe fazer nada sem mergulhar de cabeça.

Copyright © 2009 Falando Lobo da Estepe All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates